Políticas Públicas para Mulheres

Durante a 3ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres, perguntamos para militantes presentes: O que mais avançou em políticas públicas para mulheres? O que você espera que avance? Juntamos as respostas no vídeo abaixo.

Da Conferência, sai um plano com as diretrizes que a sociedade civil e o governo – já que é uma construção conjunta – esperam que norteiem as políticas públicas para as mulheres. A Conferência é fundamental porque acreditamos que o Estado tem um papel importante para mudar a vida das mulheres. Entender as medidas que melhoram a situação das mulheres como políticas públicas também significa que elas não devem ser isoladas, mas parte de uma estratégia. A existência dessas políticas tem também um poder simbólico – que precisa ser confirmado na prática, com a efetivação dessas políticas.

O Plano Nacional de Políticas para Mulheres foi tema de um dos painéis da 3ª Conferência e, entre as palestrantes, estava Tatau Godinho, subsecretária de Planejamento e Gestão da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). Queria ressaltar dois pontos da fala dela. O primeiro é sobre o tema da Conferência: “Autonomia e igualdade para as mulheres”. Ela afirmou que a SPM pretende dar prioridade para a autonomia econômica e social – no trabalho, na política, no lazer, etc. – das mulheres agora, como foi prioridade o enfrentamento à violência na gestão anterior.

O segundo ponto é o que Tatau colocou como “armadilha da institucionalização”. No processo de construção da Conferência com as etapas municipais e estaduais, houve um aumento no número de organismos de políticas para mulheres (secretarias, coordenadorias, etc.), que passaram de 294 para 432. Isso é um ganho importante. O perigo é, ao transformar mulheres em gestoras de políticas, afastá-las do feminismo, do movimento. E as políticas públicas, por mais poderosas que sejam, não substituem a militância, a luta nas ruas, a que a gente faz todos os dias.

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) fez um vídeo de encerramento com um resumo dos vários dias de conferência, veja abaixo:

*Imagem do destaque: Auditório no 4° Dia da Conferência. Foto: 3° Conferência/Divulgação.

Barbara Lopes

Lépida e fagueira.

More Posts - Website

Sobre: Barbara Lopes

Lépida e fagueira.

Um Comentário para: “Políticas Públicas para Mulheres

  1. Ao blogar contigo sinto orgulho de ter participado da Conferência conhecer companheiras com tanto trabalho realizado pela luta das mulheres.
    Parabéns pelo seu empenho e pelo seu blog.
    Abraços Sonia Rocha.