Relacionamento abusivo: violência silenciosa e romantizada.

Texto de Brenda Oliveira para as Blogueiras Feministas. Como é bom ter alguém dedicado a te fazer feliz, a te conceder seu tempo, seu espaço e dividir os planos de sua vida. Mas, em que momento, “o querer” e “o cuidado” tornam-se uma via de mão única e um benefício unilateral? Ninguém é capaz de…

Com a Gestão Dória, Prefeitura de São Paulo corta atendimento a vítimas de violência doméstica e protetores de animais

Texto da Equipe de Coordenação das Blogueiras Feministas. Movimentos de Mulheres e Protetoras de Animais Independentes denunciam o fim de programas essenciais em São Paulo. Logo no começo de seu mandato, o “gestor de São Paulo”, João Dória, extinguiu a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. A partir daí já sabíamos que as mulheres…

11 anos da Lei Maria da Penha. 11 dados recentes da violência contra a mulher no Brasil.

Hoje, 07 de agosto, completam-se 11 anos da Lei 11.340/2006. A lei que cria mecanismos para coibir a violência doméstica contra a mulher. Pela primeira vez reconheceu-se no Brasil as especificidades da violência doméstica. Uma violência que atinge especialmente mulheres e que se estrutura em relações íntimas de afeto. Portanto, a Lei Maria da Penha…

A violência contra as mulheres é aplaudida

Essa semana teremos textos para pensar o dia internacional das mulheres, nossa própria militância e o feminismo. Para abrir essa semana o texto de Raíssa é fundamental para refletir: quem se importa com a morte das mulheres? Quem aplaude essa violência? O texto fala sobre Dandara (vítima de transfobia, além da misoginia) e Eliza Samúdio.…

Hoje eu quero voltar sozinha: a necessidade de desconstruir mitos sobre a violência contra as mulheres

Texto de Jussara Oliveira com colaboração da equipe de coordenação das Blogueiras Feministas. Sempre que comento sobre ações que faço sozinha como caminhar de madrugada, passar por determinados trechos da cidade ou sobre minhas viagens, ouço frases similares a: Nossa, como você é corajosa! Dificilmente parabeniza-se um homem por voltar pra casa sozinho ou elogiam…