Tira Dúvidas: Coletores Menstruais

Em nosso grupo de discussão há várias mulheres que utilizam coletores menstruais. Além de serem uma alternativa ecológica ao uso de absorventes, também são interessantes porque você pode ter contato com seu sangue menstrual, observar quantidade, cor, espessura e descobrir mais sobre seu corpo. Este post é um conjunto de dúvidas básicas, depoimentos e links compartilhados nas discussões do grupo que podem ajudar outras mulheres a conhecerem mais sobre copos menstruais.

Diversos coletores menstruais. Imagem: reprodução Revista TPM.

O que é um coletor menstrual?

É um copinho de silicone ou plástico que é utilizado para coletar o sangue menstrual. Há diferentes tamanhos, cores e marcas. Você pode conhecer mais sobre os coletores ou copos menstruais neste vídeo. E visualize melhor a diferença entre os tamanhos neste vídeo.

Apesar de achar fácil de manusear, ainda não acertei colocar direito, mas mesmo assim estou super confortavel, porque meu fluxo não é muito forte nos primeiros dias e ele é tão imperceptivel quando um absorvente interno.

Ainda tenho alguma dificuldade nos dias de maior fluxo. Porque acho que às vezes ele fica dobrado e não percebo. Mas quando isso acontece, o escape na calcinha é mínimo, nada comparado com manchar calcinha, calça, etc. Só descobrir que a calcinha tem umas gotas de sangue que não deveriam estar ali. Por isso até recomendo, pra quem tem fluxo intenso, enquanto não se adapta, usar um absorvente externo nos dias que o fluxo é mais forte, só pra se sentir mais segura.

O absorvente interno machuca justamente porque absorve a umidade natural da vagina, daí o algodão atrita com o canal. Mas o coletor não faz isso, os fluidos continuam todos lá. Eles só não recomendam o uso no pós-parto.

 Quanto custa?

Em média um coletor menstrual custa de R$65 a R$85 dependendo de marca, tamanho e taxas de importação.

O alto custo de aquisição deve ser encarado como um investimento inicial, pois dada a durabilidade do coletor, o que você economiza em absorventes compensa e muito (claro, isso se você não for nó cega como eu, mas eu explico depois). Tava super empolgada. Comecei a usar e pensava escrever sobre ele aqui assim que terminasse o meu ciclo menstrual. Como tinha lido bastante sobre, já sabia que existe um pequeno desconforto ao tirar até a gente se adaptar, que ele não deve ser colocado muito no fundo como a gente faz com absorvente interno, enfim, tinha algum contato com os macetes. E os primeiros dias não poderiam ter sido melhores. Nenhum problema pra colocar, nenhum vazamento, não o sentia dentro de mim e adeus cheiro desagradável de absorvente usado no lixo do banheiro. A felicidade existe. Continue lendo em O Coletor Menstrual ou pequenos desastres.

Paguei R$ 70 na época já convertido, mas hoje o dólar tá bem mais baixo. Na época, fiz o cálculo que era isso que gastava com absorvente por ano. Então, usando por 10 anos eu economizaria 90%, só que atualmente a quantidade de absorventes por pacote diminuiu e o preço aumentou então se duvidar economizei muito mais do que isso. Aliás até acho o coletor mais seguro porque você mesma estereliza, enquanto o absorvente sabe-se-lá.

Tem variedades de tamanho?

Sim. Porém, cada marca tem suas especificações e tamanhos. O mais comum é encontrar 2 tamanhos, o menor para mulheres que não tiveram filhos e o maior para mulheres que já tiveram filhos. Outras marcas tem 3 tamanhos e copos menstruais com diferentes medidas. Vale a pena pesquisar no site da marca o que melhor se adapta a você.

Comprei o meu tem dois meses e apesar de todas as dificuldades de adaptação que tive prefiro muito mais o meu coletor do que um absorvente. As vezes não tenho certeza que ele ficou no lugar certo e uso um absorvente externo e pronto. Depois da gravidez fiquei super sensivel a alergias com absorventes, o que me fez usar apenas uma marca de absorvente interno, qualquer outro me dava assaduras. Era muito ruim, pois o uso continuado do absorvente interno mesmo trocando com o tempo certo me causava dores de cabeça e à noite eu não podia usar nada só o absorvente externo.

Quais marcas existem?

Inúmeras. Algumas das mais conhecidas são: Diva Cup, Lunette e Meluna.

Eu tenho um DivaCup já tem uns quatro ou cinco anos e, apesar de adorá-lo, não é sempre que tenho paciência pra ele. Acho a colocação difícil e, quando a inserção é incorreta, só se fica sabendo quando começa a vazar, o que é bem chatinho, por motivos óbvios. Tirando essa dificuldade, ele é sensacional, muda até sua relação com o fenômeno da menstruação. Já vi por aí algumas mulheres que sentiram nojo ao pensar na ideia, o que é uma pena – usando-o é fácil perceber que ele é uma opção muito mais limpa, prática e consciente do que a maioria das disponíveis.

Eu tenho o meu lunette há uns 2 ou 3 anos. odeio ter que usar absorvente, tenho alergia, acho anti-higiênico e tudo mais. O que eu acho mágico e você ter noção de quanto sangra, porque o absorvente engana demais.  Não tenho problemas em saber se o lunette tá mal posicionado. acho que já me acostumei com a posição certa para mim (que é até meio tortinha) então quando não está no lugar certo eu acho estranho e recoloco. O lance é que não é tão simples quanto colar um absorvente na calcinha, né?  Acho que é mesmo um aprendizado, mesmo com o absorvente eu tive que aprender a posição melhor para colocá-lo, então não vai ser diferente com o coletor.

Comprei o Meluna porque tem outros que só vendem por sites internacionais, daí tem que ter conta no paypal e demora pra chegar. Além disso, o Meluna é colorido. Eu tenho uma certa impressão que esses incolores podem manchar pelo contato com o sangue com o passar do tempo, mas não confirmei com ninguém. Daí comprei um Meluna cor-de-laranja porque acho que não vai manchar. Mas foram só esses os critérios.

Eu, por exemplo, adquiri o MissCup. Cortei a hastezinha dele, porque me incomodava. Tb tive a sensação de que seria bom ter ficado com o tamanho A, por ser menor, já que tenho o corpo de mulher pequena. E também achei o silicone dele não tão flexível, sei lá, tenho a sensação de que talvez outra marca teria o silicone mais flexível. Mas não tenho outro para comparar. Nas primeiras vezes eu sentia que estava usando, mas agora esqueço mesmo. E, finalmente, ele cumpre o que promete e não vaza.

Olha o Diva Cup que é o que eu tenho é transparente e com o tempo ele ficou meio amarelado, nada que água sanitária de vez em quando não deixe como novo. A flexibilidade dele é boa e a haste no tamanho certo (pra mim pelo menos).

E o cheiro?

Nunca. Nada. Nem no corpo, nem no banheiro. Se você usa absorvente externo, sabe aquela coisa de chegar em casa cansada numa noite fria e entrar no banho morrendo de preguiça só porque está menstruada e sente o cheiro desagradável? Então, não tem mais.

Uma das vantagens do coletor é justamente evitar que o sangue entre em contato com ar. Então a gente vê o sangue, mas não sente cheiro ruim. Aliás, como não se descarta um absorvente no cesto, não há cheiro algum no banheiro.

Super recomendo passar por um processo de adaptação antes. Pode te fazer se sentir mais a vontade com ele. Mas depois que você acostuma, não quer outra vida. E acho que até a relação com o sangue menstrual muda mesmo, porque a gente deixa de associá-lo a sujeira por conta do cheiro.

Pode dormir com o coletor?

Problema nenhum. E ainda pode dormir sem calcinha.

Antes de dormir, esvazio e dou uma boa higienizada, depois faço a mesma coisa logo quando acordo.

É difícil tirar e colocar? Tô tão acostumada com a cordinha do absorvente interno.

Há diferentes formas de dobrar seu coletor menstrual para melhor inserí-lo. Para retirá-lo a dica é tentar apertá-lo na base para o vácuo sair. Importante lembrar que a vagina não desemboca no colo do útero. O canal vaginal não é vertical, ele é inclinado em direção as nossas costas e continua um pouco depois da entrada do colo do útero (ou cervix). Você pode procurar a entrada do colo do útero com os dedos, ele é mais duro do que o resto do canal, como uma bolinha firme. Ele se abre pouco pra deixar a menstruação passar. se você colocar bem em cima da saída do sangue não ficará bem posicionado. O copo menstrual deve ficar mais embaixo para coletar o sangue todo.

Lembre-se de cortar o rabo do copinho de um tamanho confortável. Porque quando você coloca mais embaixo é capaz dele ficar num lugar incômodo. O meu primeiro tirei a metade e ficou bem bom, mas depois deu a louca e eu cortei quase tudo. Mas é porque acho fácil achar e retirar o copo sem ele.

Para tirar é mais fácil usar a força da musculatura vaginal e empurrar o coletor pra baixo, e depois apertar o copinho para sair o vácuo e retirar o coletor. O anel e a bolinha (nos modelos de bolinha) acabam sendo só enfeite.

Tirar pode ser um pouco chatinho sim, porque forma vácuo. É legal você testar um pouco antes de ficar menstruada, para não se assustar. O ideal é, com os dedos, alcançar a borda e quebrar o vácuo, pressionando levemente. Não é nada difícil, mas uma dica importante: pra usar coletor, o ideal é estar com as unhas razoavelmente curtas, pra não se machucar. Teve um mês em que eu estava com elas mais longas e além de ser pouco higiênico, ficava me arranhando.

Olha, coletor é muito legal, mas exige tem um período de daptação. recomendo que, pelo menos nos dias de maior fluxo, você use um absorvente externo junto (pode ser dos mais fininhos) até se sentir bem segura, porque pelo o que já observei de relatos, é bem normal não colocá-lo direito das primeiras vezes e vazar um pouco. Mas pelo menos comigo nunca houve nenhum grande acidente, só pequenos escapes mesmo. Aos poucos a gente logo pega o jeito e percebe quando não colocou direito.

O coletor menstrual aguenta o dia todo? Porque saio de casa às 07h e às vezes volto depois das 22h. E não dá para trocar no trabalho e lavar na pia!

 O ideal é não ficar com ele mais de 12 horas sem esvaziar. Além disso, se seu fluxo é forte, você vai sentir necessidade de esvaziar mais vezes, mais ou menos com a mesma frequencia com a qual trocaria o absorvente.

Para fazer isso no trabalho não há muito segredo: você pode levar um copinho, encher com água da pia, e dar uma enxaguada no vaso mesmo com o coletor entre as pernas, pode usar um daqueles lenços umidecidos íntimo e, em último caso, pode só esvaziá-lo no vaso e limpá-lo com papel higiênico. Daí, quando chegar em casa, você capricha mais na limpeza. Como ele só vai ter contato com o seu corpo não é muito problemático. A minha única ressalva é que ele demanda (na minha opinião), um banheiro mais limpinho, em que você possa sentar no vaso para poder manipulá-lo com o mínimo de higiene.

A assistente de produção Maria Clara Villas, 20, confessa que a questão ambiental não foi o principal motivo para experimentar o coletor reutilizável. “Usava absorvente comum porque me sentia melecada com o interno. O coletor é mais higiênico e só preciso colocar de manhã e tirar à noite, no banho”, comemora ela. Para a vendedora Nathalia Vicari, 23, não é simples assim: “Costumo esvaziar o ‘copinho’ de três a quatro vezes ao dia. Derramo no vaso sanitário e lavo na pia”, diz a vendedora. “As mulheres têm muitos tabus em relação a seu corpo. Menstruar é algo natural”, completa Nathalia. Continue lendo em Incomodada ficava sua avó.

Esvaziar, enxaguar com água e pôr de volta é anti-higiênico? Como é que vocês fazem? Eu teria que ter dois?

Não tem nada de anti-higiênico. O único cuidado é lavar bem as mãos quando manuseá-lo.

Já teve vezes que eu passei só papel higiênico e coloquei de novo, sem nem jogar água nem nada. Não é o ideal, mas pra quem passa o dia inteiro fora de casa, não é grave. É só lavar com mais cuidado quando chegar em casa que tudo bem. No mais, desencana do medo de deixar cair. O coletor é de silicone, não escorrega da mão, e quando você estiver nessa operação de limpeza, tá concentrada e tal. Não é o tipo de coisa que a gente faz sem cuidado.

Comprei o coletor, coloquei ele numa boa, fez o vácuo e tudo, mas sempre vaza um pouquinho. Um saco! Acaba me obrigando a usar absorvente de qualquer maneira. Alguém sabe o que pode estar acontecendo?

Será mesmo vazamento?  Porque antes de colocar o copo menstrual você já está sangrando, pode ser esse sangue que sobrou na parede do canal vaginal. Se for mesmo vazamento, verifique o ângulo de inserção.

Lembre-se que a vagina não é um canal vertical, mas inclinado para trás. quando inserir imagine que o fim do caminho é seu ‘osso rabinho’.

Verifique se o copinho está totalmente aberto: enfie o dedo e sinta a borda do copinho tentando perceber se ele está aberto como fica do lado de fora; você pode girar (ou fazer um movimento de sobe-desce) o copinho pra confirmar o vácuo, outra forma de fazer isso é apertar a borda ou o lado do copinho pra que um pouco de ar entre e refaça o vácuo (você vai ouvir o barulho, é bem engraçado).

Pode ser que você tenha colocado o copinho muito pra dentro da sua vagina. tente colocar um pouco mais embaixo, porque quando a gente menstrua o cervix (por onde o sangue sai) incha e dá uma ‘abaixada’, se você colocar o copinho passando a porta do cervix o sangue não vai ser contido pelo copinho. Pode ser também que você tenha colocado muito em baixo, e ele esteja deformado pela pressão do seu osso pélvico, não fazendo o vácuo propriamente.

Verifique se os buracos do seu copinho não estão obstruídos, porque se estiverem não farão o selo. É importante verificar se eles vieram bem feitos de fábrica e também atentar a eles quando lavar o copinho: encha o copinho de água, coloque sua mão na borda, vire de cabeça para baixo e pressione o copinho. isso fará a água passar com força pelos buracos desobstruindo eles. Continue lendo em Copas Menstruais.

Onde encontrar mais dicas:

[+] Coletor Menstrual, post da Deborah.

[+] Dobras para o copo menstrual, post da Alice Gabriel.

Autor: Blogueiras Feministas

Somos várias, com diferentes experiências de vida. Somos feministas. A gente continua essa história do feminismo, nas ruas e na rede.

Os comentários estão desativados.