O que é o consenso sexual?

Texto do blog Vitamin W. Tradução de Liliane Gusmão. 

Publicado originalmente com o título: What consent looks like.

consenso_sexual1

Qualquer pessoa adulta que já tenha ido ao cinema já viu uma cena de sexo — uma cena quente, com pessoas arfando e se divertindo sob as cobertas.

Contudo, poucos de nós vimos uma cena sobre consenso sexual, onde um personagem pergunta: você quer que eu toque em você? você quer transar? você gosta de lambidas na orelha? Ou, você quer transar de novo?

Durante o recente julgamento do caso Steubeville, os advogados dos rapazes condenados por estupro de vulnerável argumentaram que a ausência de um ‘não’ indicava um ‘sim’. A agressão à Steubeville Jane mostrou claramente que os rapazes não entendem o principio do consenso — e sua defesa deixou claro que advogados, também não compreendem a noção legal de consenso.

As autoras do livro ‘Yes means Yes‘ (ainda não traduzido no Brasil) Jaclyn Friedman e Jessica Valenti, discutem uma noção nova de consenso baseado no ‘sim’. Num recente artigo no The Nation elas escreveram: A ausência de um Não é diferente da presença de um Sim. E até que a cultura norte americana (EUA) e a lei interpretem consenso como um ato proativo e entusiasticamente dado, não haverá justiça para as vítimas de estupro. Já é chegado o tempo para os EUA esquecer o modelo ‘Não significa Não’ para entender o abusos sexuais, e concentrar-se no ‘só Sim significa Sim’.” Isso é consenso afirmativo. Alguns o chamam de consenso entusiástico. Está claro que não só os jovens que precisam aprender o que é consenso, e como ele é detectado; advogados e juízes precisam também.

Para facilitar, Vitamin W criou esse gráfico especial que mostra alguns passos para entender perfeitamente o consenso entusiástico. Infelizmente o gráfico não cabe num pacote de preservativo, mas você pode compartilhá-lo com quem precisar entender esse conceito. Que pode ser provavelmente todo mundo.

Crédito:  Image+Language / Jana Marie Soroczak  www.imagelanguage.com
Crédito: Image+Language / Jana Marie Soroczak www.imagelanguage.com

E, enquanto estamos falando sobre como uma cena de consenso sexual seria, aqui estão dois vídeos divertidos para lidarmos com a complexidade de conseguir consenso sexual.

Autor: Liliane Gusmão

Feminista, sim eu sou!

Os comentários estão desativados.