A hora da Comissão da Verdade

As mulheres tiveram um papel fundamental na luta contra a ditadura militar brasileira, tanto participando dos grupos de oposição (armados ou não) como na defesa dos direitos humanos e na vanguarda da campanha pela anistia.

 

 

A violência cometida pelo Estado contra seus cidadãos tinha características particulares quando as vítimas eram mulheres. Vendo os depoimentos de mulheres que foram presas e torturadas a gente percebe que a violência sexual e a tortura psicológica e moral eram táticas usadas com frequência. Além dos vídeos desta página, vale a pena ler o emocionante relato de Denise Santana Fon, feito na sessão da Caravana da Anistia em que foi julgado seu processo.

 

 

Hoje, temos na presidência da República uma mulher que foi torturada e outra mulher à frente da Secretaria de Direitos Humanos do governo federal. A luta pela instalação da Comissão da Verdade é de todos, mas, por tudo isso, para nós mulheres tem também um significado especial.

 

 

O projeto da Comissão da Verdade, que irá investigar os crimes cometidos durante a ditadura, foi enviado pelo governo ao Congresso. Porém para que ela de fato aconteça, é preciso haver pressão popular por sua aprovação e, depois de instalada, pelo andamento das investigações. Uma das forma de fazer isso é se informando e divulgando informações.

Outros textos sobre a Comissão da Verdade: