Uma revolução em que se possa dançar

A luta é diária: são participações em conferências, organização de eventos, marchas, estudos, blogagens coletivas. Os obstáculos a vencer são sérios: violência, preconceito, condições desiguais de educação e trabalho. Descanso, propriamente, não há, porque a luta é uma forma de ver o mundo, e portanto ela ressoa mesmo quando não se está escrevendo, marchando, debatendo.…

Conversa com a ministra Iriny Lopes

“Vocês estão em todos os lugares”. Vocês, no caso, somos nós Blogueiras Feministas. A frase foi ouvida por uma das participantes do grupo, no Encontro da Rede Feminista de Saúde, em referência à nossa presença em outros eventos e atividades ao longo deste último ano. No mesmo dia em que saboreávamos esse reconhecimento, chegou o…