Textos + Lidos de 2013

Em 2013, publicamos 290 posts, entre textos inéditos, blogagens coletivas, parcerias, cartas de apoio e manifestos. Foram mais de 1.600.000 visualizações das páginas do blog. Atualmente, temos 75 autoras cadastradas, mas esse foi um ano em que publicamos muitas autoras convidadas. Pessoas que se dispuseram a contribuir com esse espaço e que tiveram paciência com a demora nas respostas dos emails.

Continuamos sendo um blog coletivo, que tem a cara de quem mais participa dele. Com os pontos positivos e negativos que isso acarreta. Ao mesmo tempo que há muita diversidade de opiniões, não conseguimos ter uma unidade em questões importantes como algumas denuncias de racismo, transfobia e lesbofobia. Por mais que a interseccionalidade seja, atualmente, uma palavra-chave para o feminismo, seguimos com tropeços e aprendizados na tentativa de tornar este espaço menos heteronormativo, menos cissexual, menos branco, menos capacitista e mais inclusivo para TODAS as pessoas, especialmente para TODAS as mulheres.

Dá trabalho manter um blog. São poucas pessoas que realmente colocam a mão na massa para administrar esse espaço. Portanto, é fundamental receber críticas ao que publicamos. Gostaríamos que as críticas fossem aos textos e não a questões pessoais com as autoras, que as pessoas entendessem que os textos publicados aqui não tem como objetivo ofendê-las, mas discutir questões mais amplas que experiências pessoais. Porém, sabemos que o diálogo textual é, infelizmente, cheio de ruídos.

Aqui, ninguém gasta tempo escrevendo para atacar pessoa x ou coletivo y, mas também não estamos alinhadas com o princípio da sororidade, de que somos todas irmãs e que questionamentos ou opiniões contrárias só devem ser feitas via comunicação privada. Críticas a ações, pensamentos e políticas feministas são, talvez, uma das características desse espaço. Muitas de nossas autoras querem colocar os dedos nas feridas do feminismo, justamente para discutir, remixar e descascar esse movimento social e político. Porque não se pode ficar parado, é preciso transformar-se todos os dias.

Esse ano, tivemos boas parcerias com as Blogueiras Negras, o Biscate Social Club e o Transfeminismo, que nos ajudaram a aprender e reconhecer nossos privilégios. O grupo FemMaterna, que publicava regularmente nesse espaço, desde o meio do ano tem blog próprio. Nos falta, e muito, uma aproximação maior com grupos feministas de lésbicas, indígenas, produtoras rurais, moradoras das periferias para apoiar e realizar mais ações.

Entre os 10 textos mais lidos do ano, há vários de autoras que escreveram pela primeira vez nesse espaço. Também há duas traduções de textos em inglês que tiveram boa reverberação, além de textos que tratavam de assuntos do momento. Dentre as estatísticas dos mecanismos de busca, quase 6.000 pessoas chegaram a esse blog, neste ano, procurando por “clitóris”.

Fechamos um bom ano para o blog, mas sabemos que precisamos nos esforçar muito para fazer desse espaço o que realmente queremos para a sociedade: um mundo mais justo e igualitário, com espaço e respeito para todas as pessoas.

Em 2014, teremos um ano de eleições por todo país e de novos desafios. Estaremos aí produzindo, aprendendo e questionando e nos esforçando para contribuir para qualificar o debate sobre a ampliação dos diretos das mulheres. Infelizmente, sabemos que em épocas de eleições majoritárias nossos interesses costumam ser rifados em nome de alianças políticas que garantam vitórias nas urnas.

Os 10 Textos + Lidos de 2013:

1. Anatomia do prazer: clitóris e orgasmos.

2. Como abordar mulheres sem ser nojento.

3. Sobre o suicídio de Viviane Alves Guimarães Wahbe.

4. Babás e empregadas domésticas: relações que perpetuam racismo e machismo.

5. Como o feminismo maltrata os homens.

6. Série Açougue: Bunda.

7. Homens (pró-)feministas: aliados, não protagonistas.

8. Respondendo dúvidas sobre a Marcha das Vadias.

9. Meu corpo, minhas marcas, minha história.

10. Racismo pouco é bobagem: o desfile de Ronaldo Fraga e a defesa do indefensável.

Marcha das Vadias de Belo Horizonte 2012. Foto de Túlio Vianna no Facebook.
Marcha das Vadias de Belo Horizonte 2012. Foto de Túlio Vianna no Facebook.