Tiro pela culatra: o jeito lojas Marisa de “homenagear” as mulheres

Quando eu era criança, eu ia com a minha avó nas lojas Marisa comprar roupa de baixo. Aliás, em casa de quem tinha dinheiro curto na década de 80, as roupas de baixo e de banho tendiam a vir de lá mesmo. Mas a grande coisa da Marisa, que conquistava avós, bisavós e meninas pré-adolescentes…

Não trabalhamos com o seu tamanho

Texto de Danielle Cony. E as lojas agora decidiram diminuir o tamanho das roupas femininas. Embora a população brasileira venha engordando a cada ano, eis que as lojas dos grandes magazines, resolvem mudar os manequins adotando um padrão adolescente-infanto-juvenil como média de tamanho para as mulheres do meu Brasil. Alguém entende essa lógica? Meu pai…